São João do Maranhão já tem data e detalhes

O governador Carlos Brandão conduziu coletiva, realizada no Auditório do Palácio dos Leões, Centro de São Luís, nesta terça-feira (10), sobre os preparativos para o São João do Maranhão. Foram divulgadas estratégias da programação e expectativa para impulso dos setores turístico, econômico e cultural. Os festejos juninos iniciam dia 27 deste mês e prosseguem até 31 de julho, sempre de quinta a domingo, em arraiais na Região Metropolitana de São Luís e interior do estado. Serão mais de 800 atrações e a previsão é de cerca de 450 mil visitantes no período.

“Esse é um momento histórico, de resgate da nossa cultura e do nosso São João. Tivemos um período delicado do coronavírus, com muito sofrimento, muitas dificuldades, óbitos; mas, nosso estado foi um dos que se saiu melhor no combate à pandemia e avançamos muito no que diz respeito à vacinação, que é o principal mecanismo contra a doença. Agora, vivemos outro momento, em que outros estados também retomam suas atividades de trabalho e também, culturais”, destacou o governador Carlos Brandão.

Para que os grupos possam montar suas apresentações, o governo já antecipou 30% dos recursos. “Sabemos da importância, da necessidade de divulgação e do compromisso destes grupos. Não podemos deixar de pagar o São João e isso não vai acontecer. O recurso tem que vir antes da festa e já está garantido”, afirmou o governador.

O secretário estadual de Cultura (Secma), Paulo Victor, pontuou que o diferencial do festejo junino será a ativação da economia. “Ficamos muito satisfeitos em termos conseguido antecipar os pagamentos dos participantes e nós não contrataremos artistas e atrações de fora. O evento será feito com nomes e atrações maranhenses”.

Além dos grupos de bumba boi, de dança, quadrilhas e atrações musicais já esperados, haverá, ainda, o Arraial do Povo de Deus, no Parque do Rangedor, voltado para o público evangélico; homenagem a 10 personalidades da cultura do Maranhão; e o Boi Dirigível, que será o ‘elemento surpresa’ da programação.

Em todo o Maranhão

A descentralização das atividades é outro diferencial do festejo junino, que alcançará municípios da Região Metropolitana de São Luís e do interior. A programação estará, entre outros espaços, na Praça Nauro Machado, Ipem, Parque do Rangedor, zona rural, Shopping da Ilha, Cohama, Ceprama, Vila Palmeira, Madre Deus, Cidade Operária, Maiobão, Santo Antônio, Lagoa da Jansen, Convento das Mercês e em vários bairros da Grande Ilha; e, também, em municípios do interior do estado com tradição junina, incluindo cidades das regiões do Munim, Baixada e Tocantina.

Destaques aos arraiais da Nauro Machado, com programação de 11 de junho a 3 de julho; da Vila Palmeira, que terá um mês de duração – de 2 de junho a 2 de julho, sendo ambos de quinta a domingo. E ainda, o Arraial do Ipem, que terá programação de 11 de junho a 10 de julho.

“As pessoas gostam de passar o São João em seus bairros, por isso, estamos levando a programação a diversos bairros da capital”, observou o governador Brandão, citando ainda o atrativo para o setor comercial do arraial no Shopping da Ilha; a tradição dos festejos na Madre Deus; a alternativa que agrega população e movimenta a economia local, na Praça da Lagoa da Jansen; e o evento evangélico com o Arraial do Povo de Deus, no Parque do Rangedor, que será de 1° de junho a 2 de julho.

Atrativo turístico

Para o festejo, o governo garantiu investimentos de R$ 25 milhões, com a previsão de aumentar em até quatro vezes a receita do Estado, nestes dois meses de programação junina. “Hotéis estão praticamente lotados, empresas de turismo com todos os pacotes vendidos e estamos cogitando fretar voos charters. Ou seja, estamos empreendendo todos os esforços para impulsionar a atividade turística em nosso estado. O governo todo está envolvido no projeto de São João, pois, entendemos que é um projeto do Maranhão”, enfatizou Brandão.

São esperados cerca de 450 mil visitantes em São Luís, por conta da vasta programação. Haverá, ainda, Centro de Apoio ao Turismo (CAT) itinerantes nos arraiais para atender aos turistas e quem for prestigiar o evento junino. “Tenho certeza que faremos, de fato, o maior São João do Brasil. Parabéns a todos os envolvidos nestes esforços para realizar a programação”, frisou o secretário de Estado do Turismo (Setur), Paulo Henrique Campos Matos.

Estão envolvidas na organização do festejo, as secretarias de Estado de Segurança Pública (SSP-MA); de Administração Penitenciária (SEAP); de Comunicação Social (Secom); de Desenvolvimento Social (Sedes); e de Direitos Humanos e Participação Popular (Sedihpop). O evento conta, ainda, com apoio cultural dos Supermercados Mateus e da Equatorial Energia.

Admin

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.