Para PoderData, diferença entre Lula e Jair Bolsonaro é de oito pontos; para FSB, doze | Maranhão Hoje – MARANHÃO Hoje- Notícias, Esportes, Jogos ao vivo e mais

Para PoderData, diferença entre Lula e Jair Bolsonaro é de oito pontos; para FSB, doze

Ambas pesquisas foram divulgadas nesta segunda-feira

Duas pesquisas sobre intenções de voto para presidente foram divulgadas nesta segunda-feira (13), ambas apontando liderança do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, mas a diferença para o presidente Jair Bolsonaro (PL difere uma da outra. Segundo levantamento do PoderData, divulgado pelo portal Poder360, os dois pré-candidatos estão separados por oito pontos, mas pelos números da pesquisa BTG/FSB, essa diferença seria de 12 pontos.

Na sequência, aparecem Ciro Gomes (PDT) com 5%; André Janones (Avante), com 2%; Simone Tebet (MDB), José Maria Eymael (DC) e Luciano Bivar (União Brasil), com 1%. Os demais não ponturaram.

Segundo o PoderData, Lula se sai melhor entre os que cursaram até o ensino fundamental (49%), no Nordeste (57%) e entre os que recebem até 2 salários mínimos (47%). Bolsonaro pontua mais entre os homens (42%), os que têm de 16 a 24 anos (41%), os que cursaram até o ensino médio (43%) e nas regiões Sul (41%) e Centro-Oeste (41%). Os 2 candidatos estão tecnicamente empatados no Sudeste, Sul, Centro-Oeste e Norte. O petista tem ampla vantagem no Nordeste.

A pesquisa foi realizada por meio de ligações para celulares e telefones fixos. Foram 3 mil entrevistados em 309 municípios nas 27 unidades da Federação. A margem de erro é de dois pontos percentuais. Ela está Registrada no TSE: BR-01975/2022.

Diferença – Pela pesquisa do Instituto FSB, que foi contratada pelo banco BTG Pactual, o ex-presidente Lula lidera com 44%. O presidente Jair Bolsonaro (PL), em segundo lugar, estaria com 32% das intenções de voto, no cenário estimulado em que os entrevistados recebem uma lista com os nomes pré-candidatos.

Na sequência, aparecem Ciro Gomes (PDT), com 9%; Simone Tebet (MDB), com 2%; André Janones (Avante) e  Felipe D’Avila (Novo), com 1%. Os demais não pontuaram.

A pesquisa ouviu 2.000 eleitores por telefone entre 10 e 12 de junho. O índice de confiança do levantamento é de 95%. A pesquisa custou R$ 128.957,83 e foi registrada no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) sob o número BR-03958/2022.

Admin

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.