Bolsonaro compara atos deste domingo a manifestações de 2013 e 2017 e repudia fala do presidente Lula – Maranhão Hoje – MARANHÃO Hoje- Notícias, Esportes, Jogos ao vivo e mais


Ex-presidente diz que sempre atuou dentro das quatro linhas 

AQUILES EMIR

O ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) manifestou-se na noite deste domingo (08) sobre os atos que culminaram nas invasões do Congresso Nacional, Palácio do Planalto e Supremo Tribunal Federal e os comparou a manifestações ocorridas em 2013 e 2017. Bolsonaro repudiou também as insinuações do presidente Lula que o responsabiliza pela crise política que se instalou no país.

“Manifestações pacíficas, na forma da lei, fazem parte da democracia. Contudo, depredações e invasões de prédios públicos como ocorridos no dia de hoje, assim como os praticados pela esquerda em 2013 e 2017, fogem à regra”, disse o ex-presidente.

As manifestações de 2013 se originaram de um protesto contra o aumento de passagens de ônibus em São Paulo e se espalharam por todo o país, com invasões de prédios públicos, incêndio de ônibus etc.

Já as 2017 foram contra o governo do presidente Michel Temer, depois das revelações de conversas com o empresário Joesley Batista, da JBS, nas quais o presidente teria insinuado para ser mantida uma propina ao então deputado Eduardo Cunha.

Bolsonaro, mais uma vez, disse que nos quatro anos do seu mandato sempre atuou em obediência à Constituição, por isto não concorda com os atos deste domingo.

“Ao longo do meu mandato, sempre estive dentro das quatro linhas da Constituição respeitando e defendendo as leis, a democracia, a transparência e a nossa sagrada liberdade”, frisou.

Com relação à fala do presidente Lula, o ex-presidente disse que repudia suas colocações.

“No mais, repudio as acusações, sem provas, a mim atribuídas por parte do atual chefe do executivo do Brasil”, concluiu.

Admin

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *