Policial militar acusado de matar ex-companheira vai a juri na próxima sexta | Maranhão Hoje – MARANHÃO Hoje- Notícias, Esportes, Jogos ao vivo e mais


PM Carlos Pereira matou mulher e amigo dela

Será realizado nesta sexta-feira (28), começando às 8h30, no Fórum Des. Sarney Costa (Calhau), em São Luís, o julgamento do policial militar Carlos Eduardo Nunes Pereira, acusado de feminicídio contra sua ex-companheira Bruna Lícia Fonseca Pereira e de homicídio contra José Willian dos Santos Silva. O crime ocorreu no dia 25 de janeiro de 2020, por volta 13h30, no apartamento onde a mulher morava, no bairro Vicente Fialho, na capital.

O júri popular ocorrerá no salão da 3ª Vara do Tribunal do Júri, localizado no primeiro andar do Fórum, e será presidido pelo juiz titular da unidade judiciária, José Ribamar Goulart Heluy Júnior. Na acusação atuará o promotor de justiça Samaroni Maia. Serão ouvidas oito testemunhas.

De acordo com a denúncia, no dia do crime as vítimas, que trabalhavam na mesma empresa, e um colega de trabalho haviam decidido almoçar juntos e aguardavam o almoço pedido pelo aplicativo de celular. O denunciado entrou no apartamento, usando fardamento da PM e com uma arma de fogo (pistola calibre 40), indo diretamente ao quarto onde estavam as duas vítimas.

Após atirar nos dois, ele permaneceu no interior do apartamento até a chegada da polícia, entregando a arma, sendo preso em flagrante. As vítimas morreram no local. Consta também na denúncia que a motivação do crime se deu por razões de gênero porque o acusado não aceitava o término do relacionamento.

Admin