Omega Energia abre uma Janela para o Mundo a jovens da cidade de Paulino Neves no Maranhão | Maranhão Hoje – MARANHÃO Hoje- Notícias, Esportes, Jogos ao vivo e mais


Ações educativas são desenvolvidas no Maranhão, Piauí e Bahia

AQUILES EMIR

Em seu relatório sobre sustentabilidade, divulgado em maio deste ano, a Ômega Energia traz números surpreendentes sobre as ações do Instituto Janela para o Mundo, que conta com quatro Centros de Educação, nos estados do Maranhão, Piauí e Bahia, onde atua na exploração de energia eólica. O principal objetivo do Instituto “é pavimentar o acesso para que cada pessoa assuma seu protagonismo e desenvolva plenamente todo seu potencial”, conforme consta no seu relatório.

O primeiro centro de educação foi criado em 2017, no estado do Piauí. Três anos depois, foi inaugurado o do Maranhão, no município de Paulino Neves, e em 2022, o da Bahia.

De acordo com a diretora do Instituto e de Sustentabilidade da Omega, Lívia Mariz, os centros de educação não substituem escolas de ensino regular, são apenas uma espécie de reforço, onde os alunos recebem ensinamentos de Inglês, Informática, Português e outras que possam lhes dar um horizonte. Hoje algumas crianças já conseguem desenvolver sites, e o ensino de língua inglesa tem reconhecimento até de instituições internacionais.

Ao todo, somando as quatro unidades, mais 1,8 mil estudantes já passaram pela instituição, sendo que no Maranhão são cerca de 500. Mais de 46 alunos empreenderam ou potencializaram seus negócios por meio da participação nas atividades do Instituto, 41% dos alunos de cursos preparatórios foram aprovados para o ensino superior.

Lívia Mariz diz que  esta iniciativa é 100% mantida pela empresa, sem nenhum tipo de compensação, seja no campo ambiental, fiscal ou quaisquer outros tipos de contrapartida por alguma benefício recebido do poder público. Em resumo, é a empresa fazendo a sua parte para que as comunidades em que está inserida tenham melhor qualidade de vida e os seus jovens possam ter perspectivas para o futuro.

“Nosso objetivo é atuar no presente e contribuir para que nossos alunos e educadores exerçam o protagonismo na construção de novos e melhores futuros para si mesmos, suas famílias e as comunidades onde moram. Em um país tão desigual como o Brasil na oferta de oportunidades equânimes de mobilidade social1 , nossos Centros de Educação foram construídos como locais de aprendizado para oferecer diversos cursos, atividades e estímulo à integração social, sendo espaços de convivência e troca de saberes”, acrescenta.

Paulino Neves – Lívia Mariz recorda que quando a Omega se instalou em Paulino Neves, muitas crianças e adolescentes não tinham nenhuma perspectiva para o futuro, sem estímulo até para estudar. O município era muito isolado, em condições precárias para se chegar, situação que começou a melhorar depois da construção de uma eco rodovia, que ligou a cidade à BR 402, no município de Barreirinhas.

Nesse contexto nasce a ideia da criação dos centros de formação, pelo Instituto Janela para o Futuro, com a criação de uma estrutura para se desenvolver uma boa educação, que veio também com a formação de professores para desenvolver a metodologia do órgão, que é o de abrir as mentes das pessoas para que possam avançar intelectual e profissionalmente.

Em 2021, surgiram os primeiros resultados: quatro alunos conquistaram menções honrosas na Olimpíada Brasileira de Matemática (OBM) e na Olimpíada de Matemática do Maranhão (OMM), ou seja, um avanço para quem não tinha antes uma janela aberta para o mundo.

Lívia cita ainda o exemplo de Nicole, uma aluna secundarista que dizia não ter a menor vocação para fazer redação, e prova disso foi que no seu primeiro Enem, dos 1.000 pontos exigidos, fez apenas 400, porém depois de receber orientação no Centro de Educação de Paulino Neves, conseguiu atingir 980, isto é, atingiu nível top para esse tipo de avaliação.

Mudanças – Outros exemplos servem para mostrar a importância das atividades ali desenvolvidas:

“Desde 2020, quando o Centro de Educação do Maranhão foi inaugurado, Karina Oliveira Nunes inscreveu os filhos – Natália e Kaila – no Apoio ao Aprendizado e no Inglês. De acordo com Karina, a filha já assiste a filmes e séries só com legendas em inglês e os dois estão indo muito bem na escola”

“Por sugestão de suas colegas do terceiro ano do ensino médio, Athalia Macedo Cabral de Lima, 18 anos, começou a fazer o Preparatório para o Ensino Superior no Centro de Educação do Maranhão no segundo semestre de 2022. Aprovada na faculdade de Administração Pública na Universidade Estadual do Maranhão (UEMA), ela considera que esse resultado se deve, principalmente, pela melhoria de seu desempenho em matemática e física.

Para Athalia, outro momento marcante foi a festa junina, organizada pelos educadores do Centro de Educação, pois “foi o resgate da nossa cultura, com diversão e muito aprendizado.” (página 25 do anexo).

“Eu vou, mas volto para cá! Veja o que Vitória fala sobre isso no QRCode Maranhense de Paulino Neves”, diz Vitória Silva da Rocha, 18 anos, que foi aluna do Preparatório para o Ensino Superior no Centro de Educação em 2022 e foi aprovada em Radiologia pelo ProUni e em Engenharia Agronômica pelo SISU.

Ela quer ir estudar fora e depois retornar para sua cidade; “Eu vou, mas volto para trabalhar em Paulino Neves, eu quero ajudar minha cidade e quero viver disso”. Para ela, o Centro, além de lhe abrir oportunidades, também lhe ampliou a visão de mundo.

Onde estão

Admin